Campanhas

Lush: Uma oportunidade para o planeta

Somos a primeira geração a ter consciência de que estamos a destruir o nosso planeta e a última que pode fazer alguma coisa para o evitar”, Tanya Steele, WWF.


Durante o mês de julho ocorre o movimento internacional Plastic Free July que pretende consciencializar para a necessidade de mudança de comportamentos para reduzir o plástico descartável do nosso quotidiano. Na verdade, na Lush todos os dias são uma oportunidade única de minimizar o nosso impacto no planeta.

Se juntarmos pequenos gestos do dia-a-dia, todos podemos ter um grande impacto. Aqui ficam alguns deles!

Atreva-se a excluir


O plástico é um material incrível. Permitiu-nos evoluir, mas ficou fora de controlo. Criamos objetos com um material indestrutível, para usar apenas durante alguns minutos. Usar e deitar fora é o gesto que está a destruir o planeta. Quase três quartos dos detritos marinhos são descartáveis e os detritos que são apanhados nas correntes oceânicas afectam seriamente a vida marinha, como as tartarugas que ingerem microplásticos ou morrem de asfixia ao confundirem plásticos maiores com medusas, um dos seus alimentos comuns.

1.000 tartarugas marinhas morrem todos os anos por ingestão de plástico


A 8 de Junho de 2018, para sensibilizar sobre os plásticos nos oceanos, a Lush abriu a sua primeira loja Naked no mundo. Esta loja, localizada em Milão, contém apenas produtos completamente livres de embalagem e tornou-se um local para clientes e especialistas partilharem e trocarem ideias para um futuro sem plásticos. Juntamente com esta campanha de sensibilização, a Lush lançou a Turtle Jelly Bomb como um símbolo de alerta para o perigo dos plásticos nos oceanos.

Turtle. Jelly Bomb. 6,95€


Repleto de óleos de cipreste, sândalo e absoluto de agulha de abeto para te ajudar a manter os pés assentes na terra. Assim que atiras esta bomba de banho para a banheira, emergem fios de algas, que simulam pedaços de plástico, como um lembrete da ameaça que se enfrenta todos os dias.

Mas existem soluções. Por exemplo, em 1987 Mo Constantine (co-fundadora da Lush) inventou o champô sólido.
Agora, mais de trinta anos depois, é uma tendência e um exemplo de um produto sustentável. Esta maravilhosa barra equivale a 3 frascos de 250ml.

Nos últimos 14 anos, a Lush vendeu 47 milhões de champôs sólidos, o que significa que foram poupados 141 milhões de garrafas de plástico, o equivalente a 3.400 toneladas de plástico a menos para o planeta - um gesto simples mas de grande impacto para o ambiente!

New. Champô sólido 9,95€


Uma barra sólida com canela, cravinho e hortelã-pimenta para estimular o couro cabeludo. Os óleos essenciais de canela, louro e cravinho fundem-se com hortelã-pimenta para aumentar o fluxo sanguíneo e estimular os folículos capilares.

E a melhor forma de guardar os champôs sólidos é em caixas de cortiça... sim, isso mesmo, cortiça!

Cortiça ao resgate do planeta


Estas caixas da Lush, feitas a partir da cortiça de sobreiro, são embalagens 100% naturais, reutilizáveis e biodegradáveis que vão além de uma pegada de carbono zero para ter um impacto positivo no ambiente.

A cortiça, sustentável e regenerativa, é obtida através da extracção manual da casca da árvore, num processo que reduz a concentração de gases com efeito de estufa na atmosfera e que ajuda a combater o aquecimento global.

As caixas de cortiça da Lush armazenam 33 vezes o seu peso em dióxido de carbono, conforme certificado pela empresa independente de origem britânica, a Carbon Trust, que atribuiu a estas maravilhas redondas o certificado de pegada de carbono zero.

Esta certificação verifica que cada caixa de 35g de cortiça armazena mais de 33 vezes o seu peso em dióxido de carbono, eliminando cerca de 1,2 kg de CO2 da atmosfera.

Esta caixa de cortiça além de combater as alterações climáticas é também o companheiro perfeito para acompanhar-te nas tuas viagens e guardar os teus champôs sólidos.

Cork Pot. 8,95€


Se estás à procura da caixa perfeita para o teu champô, não procures mais. Feita com cortiça portuguesa, são 100% naturais e biodegradáveis. Por natureza, a cortiça é um material poroso. O que significa? Que o teu champô vai secar melhor, manter a sua forma e durar mais tempo.

E quanto aos microplásticos?


Um simples duche pode resultar em 100 mil partículas de microplásticos a acabar no oceano, segundo a presidente da Comissão de Auditoria Ambiental Mary Creagh. Uma vez lá, esses pequenos plásticos vão formar uma espécie de microplâncton que os peixes vão comer, passando de uma espécie para outra até contaminarem e entrarem na nossa cadeia alimentar.

Além disso, a solução é muito simples. Na verdade, para conseguir uma pele radiante, não é necessário utilizar microplásticos. A natureza fornece todos os esfoliantes de que o seu rosto ou corpo poderá alguma vez precisar: frutos secos, tais como as amêndoas que podem ser moídas em diferentes tamanhos; a pedra-pomes em pó é ótima para trabalhar nas zonas mais secas da pele; e a doçura do açúcar granulado torna-o perfeito para polir os teus lábios.

Os inventores Lush trabalham arduamente para descobrir alternativas naturais ou biodegradáveis às microesferas esfoliantes. Aqui tens alguns dos nossos esfoliantes imprescindíveis:

Scrubee. Esfoliante corporal 11,50€


Não subestimes o seu poder esfoliante; recheado com casca de coco e amêndoas moídas para um efeito delicado mas eficaz. Deixa também a tua pele macia e nutrida, graças às suas manteigas.

Gritty Politti. Bálsamo de Limpeza Sólido. 6,50


Põe as mãos à obra graças a esta combinação esfoliante e hidratante de coco moído, óleo de coco e manteiga de kokum, um ingrediente que cobre a pele com uma película fina que confere elasticidade e fecha os poros.

Coalface. Sabonete de rostro. 9,95€


Quando sentes que a tua pele precisa de uma limpeza profunda, usa este sabonete facial de carvão. É suficientemente suave para mimar o rosto, mas é também muito eficaz para o resto do corpo.

Estes são apenas pequenos exemplos de produtos, que podemos incorporar nas nossas rotinas normais de beleza e que têm um impacto positivo no ambiente.